Granizo ou Granito, qual cai do céu?

Espero que você não tenha essa dúvida quando chegar uma tempestade. Apesar dos dois materias pertencerem ao estado sólido da matéria, eles são bem diferentes. Este é um dos típicos casos em que a língua portuguesa causa confusão nos mais desprevinidos, um trava língua científico.

A formação de Granizo geralmente está associada a um tipo de nuvem chamada de Cúmulosnimbus ou nuvem de tempestade que se forma quando massas de ar com grandes diferenças de densidade se encontram produzindo violentas correntes ascendentes (ar quente) e descendentes (ar frio) gerando um ciclo convectivo. Quando o vapor de água presente nas nuvens atinge grandes altitudes ele “congela” e cai em forma de pedrinhas, seu tamanho pode variar de 5mm até no máximo 200mm. Queda de granizo assusta e causa muito prejuízo, na agricultura, em edicifações, na lataria de carros, na rede elétrica, enfim detona geral. Para você saber como se proteger em caso de chuva com Granizo de uma olhada no site da defesa civil, vale a pena!

http://www.defesacivil.gov.br/desastres/recomendacoes/granizo.asp

Falando em pedrinhas, quer dizer rochazinhas, vamos entender um pouco mais do Granito. Ao contrário de seu quase irmão de nome, não vem do céu, a não ser quando caem como meteoros, mas esse assunto discutiremos em outra oportunidade, são criados nas profundezas de nosso planeta. Sua formação acontece quando o mágma do manto terrestre por diversos motivos resfria em determinadas condições e solidifica-se. Cientificamente falando, define-se Granito como uma rocha do tipo Ígnea de consistência granular (daí a origem do nome Granito). Possui em sua constituição principalmente os seguintes minerais: Quartzo, Feudspato e Mica. O Granito é muito útil para o homem e largamente utilizado na construção civil. A partir de agora, não confunda mais alhos com bugalhos, quer dizer, Granizo com Granito!

Espero que tenham gostado, até o próximo post.